O SER-PARA-OUTRO

O SER-PARA-SI

 

 

 

 

 

Neste ponto, Sartre parte de um postulado fundamental de sua análise fenomeno-ontológica: “o Para-si remete ao Para-outro.” (SN, p. 291). Trata-se da minha própria realidade humana experimentada numa nova dimensão, diante duma testemunha capaz de compreender-me de maneira diferente.

 

Como Sartre afirma: “Mas este novo ser que aparece para o outro não reside no outro: eu sou responsável por ele…” (SN, p. 290). Para fundamentar esse pensamento, Sartre recorre ao sentimento de vergonha, que é uma percepção particular de si mesmo, porém diante do outro. Essas duas estruturas, o si-mesmo e o para-outro, são inseparáveis. Não se pode conceber e ter certeza de uma sem tê-la da outra. E nisso consiste precisamente o alargamento do Cogito cartesiano, para Sartre, agora referido à existência de um sujeito alheio que necessariamente deve existir, assim como eu existo.

 

A vergonha é uma experiência pré-reflexiva, pois a presença do outro à minha consciência é incompatível com a atitude reflexiva: no campo da minha reflexão só posso encontrar a consciência que é minha. Por isso, “o outro é mediador indispensável entre mim e mim mesmo: sinto vergonha de mim tal como apareço ao outro.” (SN, p. 290)

Contudo, o estudo de Sartre em O Ser e o Nada não é apenas fenomenológico. Quando ele descobre as implições do ser-Para-outro, percebe também que “não podemos contentar-nos com as descrições esboçadas nos capítulos precedentes”, quer dizer, enquanto se referia à relação do homem com o Em-si. Agora se trata de estudar a relação da consciência com outra consciência, a relação entre consciências, portanto.

 

Mas agora “devemos responder a duas perguntas bem relevantes: primeiro, sobre a existência do outro; depois, sobre minha relação de ser com o ser do outro.” (SN, p. 291). Eis um assunto que vai além da fenomenologia e toca as praias da ontologia. Eis onde surge, em toda a sua crueza, o problema do solipsismo.

 

 

 

image_pdfScaricare PDFimage_printStampare testo
(Visited 140 times, 1 visits today)